• Acesse Nosso Canal

    Confira os nossos vídeos em nosso canal do Youtube.

AddThis Social Bookmark Button
Romance em Deus
04May Você não está sozinho

Contigo_1Quem nunca se sentiu só? Estamos em um século que poderíamos chamar de Século das Pessoas Solitárias. Vivemos com milhares de pessoas a nossa volta e mesmo assim nos sentimos sozinhos, temos família, amigos, colegas, sempre temos alguém, mas sempre sentimos um vazio. E o que vemos muitas vezes são as pessoas presas nas redes sócias ou em alguma coisa que se tornou um amuleto para aliviar a solidão.

Eu fico imaginando quantas pessoas tem sonhos, planos e promessas de Deus, mas estão paralisadas. E Deus sempre está ali do lado, querendo chamar a nossa a atenção, e madrugadas afora passamos conectados ligados a uma telinha com medo de dormir e estar só. Às vezes nem estamos conversando com ninguém, mas só a sensação de estarmos conectados a algo onde existem outras pessoas já traz um alívio.

A que ponto chegamos!

Alguns criam o seu próprio mundo e lá escondem seus segredos, mágoas e preferem não compartilhar com outros. Alguns outros expõem sua solidão chamando a atenção de todas as formas possíveis. Muitas pessoas em crise, muitas pessoas inseguras, muitas incertezas, alguns precisam somente de alguém para conversar, alguém que o entenda e que ache que vale a pena caminhar mais uma milha com ela. Nossa, parece difícil, né? -Quem vai entender este sonho louco que eu tenho?

 
22April QUAL O VERDADEIRO SENTIDO DA PÁSCOA?

páscoa_1Velho Testamento

Os israelitas passaram mais de quatrocentos anos escravizados no Egito, assim, Deus decidiu libertá-los dessa escravidão. Moisés foi o escolhido por Deus para libertar o povo, sendo, então, o líder do êxodo.

Moisés, atendendo ao chamado de Deus, falou com Faraó, transmitindo-lhe a mensagem divina: “Deixa ir meu povo para que me sirva”. Com a recusa do Faraó, Moisés invocou 9 pragas contra o Egito, mesmo assim o Faraó não cedeu. Assim, a décima e última praga fora lançada - Deus enviou um anjo ao Egito para tirar a vida de todos os primogênitos (Ex. 12.12).

Contudo, como os israelitas também habitavam no Egito, o Senhor Deus enviou uma ordem ao seu povo. Cada família deveria tomar um cordeiro macho de um ano de idade, sem defeito, e sacrificá-lo ao entardecer do dia quatorze do mês de Abibe, se alimentar com sua carne e usar seu sangue para passar nas ombreiras e na verga da porta de cada casa. Assim, o anjo, ao passar por aquela terra, passaria por cima daquelas casas que tivessem o sangue sobre elas – daí o termo Páscoa, do hebreu pesah, que significa “pular além da marca”, “passar por cima” ou “poupar”. Assim, os israelitas foram protegidos da morte, através do sangue do cordeiro morto.

 
03April Adoração, uma escolha!

Adora_1Nestes últimos dias tenho sido levada a uma reflexão a respeito da adoração, do relacionamento genuíno com o Senhor Jesus, aquela adoração, aquele relacionamento que transcende, vai além de apenas algumas horas na igreja aos domingos. Aquela comunhão necessária, eu diria vital. Os dias são maus, corridos, temos tantas obrigações, tantas responsabilidades, afazeres, enfim, se tivesse que citar a quantidade de tarefas e ocupações que cercam nossos dias passaria a tarde escrevendo. Mais a realidade é que por todos esses compromissos existirem, nós muitas vezes negligenciamos os momentos de adoração, o relacionamento intimo com o Pai, e quando nos lembramos dele estamos tão fadigados, cheios de problemas, e nos achegamos a ele apenas para descarregar o nosso fardo, para nos aliviar. Não que lançar sobre o Senhor as nossas cargas e dificuldades seja errado, a questão é que muitas vezes só o procuramos para isto.

Neste texto quero me referir aquela adoração sem troca de interesses, sem ambições, cuja finalidade é de levantar o nome do Senhor, adorá-lo pelo que ele é, e não pelo que ele pode nos dar. Exaltá-lo, tributar a ele todo amor que existe dentro de nós, ora! Nós temos tantos motivos para isso mesmo em meio as adversidades. Muitas vezes nós não temos esses momentos com Deus por ignorarmos a necessidade desses momentos. A religião nos cega muitas vezes. Queridos o culto no templo deve ser uma extensão do nosso culto diário a Deus. As reuniões por si só não são capazes de nos sustentar. Imagine comigo, como as nossas reuniões seriam diferentes, completamente diferentes se todos tivéssemos essa consciência de que ela é uma extensão de um relacionamento e da adoração que acontece todos os dias. Ahh experimentaríamos algo lindo em Deus.

 
Anterior11121314151617181920Próximo

Vídeo em Destaque

Enquete

Quais assuntos você gostaria de ver mais em nosso canal no Youtube?